A Civilização Islâmica

21/11/2012 15:25

A Civilização Islâmica

 

Civilização originaria da Península Arábica e fundada por Maomé.

Por meio da religião, a Civilização Islâmica expandiu-se. Os árabes conquistaram um vasto território formando um grande império.

O Império Islâmico foi formado a partir dos territórios conquistados durante a Jihad, a Guerra Santa contra os infiéis.Civilização IslâmicaAntes da propagação da Fé islâmica de Maomé, os árabes viviam em tribos e não pussuiam unidade política. A maioria viviam como beduínos vagando de um lugar para outro em caravanas comerciais.

Os arábes adoravam varias divindades, em especial a Pedra Negra. Muito deles peregrinavam a Cidade de Meca onde estava situado a Kaaba, santuário onde existia diversas imagens de deuses.

Em 630 Maomé uniu os árabes em torno de um único governo que tinha como principal pilar o Islamismo, religião esta semelhante a cristã e a judaica

Com a morte de Maomé, a liderança do Estado foi entregue a líderes conhecidos com Califas.

O Período dos 4 Califas (634 - 660)

Foi o período em que os chamados Califas Ortodoxos governaram. Também conhecidos como Califas Bem Guiados, em árabe Al-Khulufa al-Rashidun.

Estes lideres do Islã exerciam a função de chefe político, militar e religioso.

Em 634. depois da morte Mohamed (Maomé), Abu Bakr foi nomeado novo líder dos mulçumanos, tornando-se o primeiro califa da história do Islã. Os outros califas deste período foram: Omar ibn al-Khattab, Uthman ibn Affan e Ali Abi Talib.

Com a formação do califado, o Islamismo se expandiu no mundo. Os califas que sucederam Abu Bakr através da Jihad, conquistaram a Síria, Palestina, a Pérsia, Egipto, Ilha de Chipre e Africa do norte. Os povos conquistados pelos Mulçumanos eram tratados com respeito, em troca disto os governantes islâmicos exigiam apenas tributos.

Dinastia Omiada (660 - 750)

Ali ibn Abi Talib foi assinado por uma conspiração e em seu lugar assumiu Muawiya, o califa que deu origem a Dinastia Omiada.

Os califas da Dinastia Omiada descendia dos curaxitas, uma tribo de meca pertecente ao clã Umayyad. Os Omiadas governaram o Império Islâmico de 661 a 750.

Os Omiadas expandiram o territorio islâmico em direção ao norte da África e chegaram até a Península Ibérica. A capital do império passou a ser Damasco. Os omiadas seriam expulsos do poder após serem derrotados pelos Abássidas.

Dinastia Abássidas (750 -1258)

Al-Abbas Al Saffa, descedente de um dos parentes de Maomé liderou uma revolta contra os Omiadas em 750 e tornou-se Califa, dando início a Dinastia Abássidas.

Os Abassidas reinaram de 750 a 1258 e puseram no poder 37 califas. No reinado dos abássidas a capital do império foi transferida para Bagdá. o apogeu do Império ocorreu no reinado de Harun el-Rashid, o califa exaltado da obra literária Mil e uma Noites.

Com a morte de Rashid, o poder foi disputado pelos seus filhos. Al-Mamum saiu vitorioso na disputa pelo poder contra seus irmãos. A partir do reinado de Al-Mamum, O império começou a se fragmentar com os califas perdendo o apoio de muitas farcções, o fato gerou a criação de vários emirados com sua própria dinastia.

O Califado de Cairo no Egito

Em 909 o Califado de Cairo no Egito passou a ser governado pela Dinastia Fatimida. Em 1171 a região passou a ser controlada pelos Aiúbidas, dinastia iniciada por Saladino, aquele que comandou os mulçumanos contra os cristãos europeus nas chamadas Cruzadas. Já no século XVI os Turcos Otomanos passariam a controlar a região.

Outras regiões do Norte da África também passaram para as mãos dos Fatmidas que governavam como o apoio dos berberes.

Califado de Córdova na Espanha

O Califado de Córdoba, antigo Emirato Arabe fundado por Abderramão em 756, passou a controlar a Peninsula Ibérica e o Norte da África. Abd-ar-Rahman III, pertecente a dinastia Omiada, auto proclamou-se califa da região em 929. Os Abássidas em seu governo perseguiram os Omiadas e por este motivo o Califado de Cordova, governado por um Omiada, tornou-se independente do governo islâmico abássida.

O Califado de Cordoba durou até 1031, dando lugar a inumeros reinos mulçumanos conhecidos como Taifas. Os mulçumanos que ainda continuaram a viver na Peninsula Ibérica passaram a ser chamados de mouros e em 1492 foram expulsos da região pelos cristãos.

O Controle Turco

Mesmo desintregado num grande número de emirados, os mulçumanos conquistariam mais adptos para a religião islâmica chegando até aos arredores da india e da China. O contato com estes povos fez com que os Mulçumanos conhecessem a bussola, a pólvora e o papel.

Em 1055 os Turcos Seldjucidas passaram a ter grande influência no Califado Abassida. Com o tempo criaram o seu proprio império. Em 1453 sob o comando de Maomé II, eles conquistaram o Império Bizantino e passaram a controlar a região da Anatólia e mais tarde as regiões pertecentes ao Califado do Egito.

O Império Turco Otomano seria desfeito apos o termino da Primeira Guerra Mundial. Na Anatólia, o centro do antigo império, foi formado a República da Turquia com capital em Istambul. As outras regiões que faziam parte do Império Otomano tornaram-se indepedentes sob a tutela da Ingraterra e França.

Observações

Muita gente já se perguntou o que é Árabe e o que é Mulçumano.

O Islamismo é originario da Península Arabica, lugar onde vivem os "Árabes", os primeiros convertidos ao Islamismo. Mulçumano é a pessoa que pratica a fé islâmica, e que nos dias de hoje vivem em várias regiões do mundo.

Atualmente o Islamismo é a religião mais praticada no mundo, ultrapassando o Catolicismo Romano.

Veja também: A Religião Islâmica

 

—————

Voltar